quinta-feira, 18 de março de 2010

Pincel e bisturi

Em 1917, o artista inglês Henry Tonks (1862-1937) era professor da Escola Slade de Belas Artes, em Londres. Ele instruía um de seus alunos, o pintor irlandês William Orpen (1878-1931), que mais tarde se tomaria um dos maiores retratistas da Grã-Bretanha, quando recebeu uma visita inusitada. Era um comitê do Queen's Hospital lhe propondo uma troca de emprego. Tonks havia se formado em cirurgia 29 anos antes. Mas logo largou a medicina para se dedicar a arte. O objetivo do hospital, porem, era fazê-lo acompanhar o cirurgião neozelandês Sir Harold Gillies, que estava inventando técnicas cirúrgicas para reparar danos em soldados mutilados durante a I Guerra Mundial. A função de Tonks seria traçar desenhos dos pacientes deformados e de como eles poderiam ficar depois da ação do bisturi. Tonks topou. Seus retratos orientaram Gillies. A dupla é considerada a criadora da cirurgia plástica moderna.

Fonte: Revista Superinteressante

Nenhum comentário: