segunda-feira, 22 de abril de 2013

Baterias de onda

As baterias de onda usadas às vezes nos circuitos de antenas de receptores de rádio constituem uma forma de filtro de eliminação de banda. Os tipos genéricos de bateria de onda são os filtros ressonantes paralelo e o ressonante série. Estas baterias são empregadas para evitar interferência, por exemplo, de uma estação vizinha que tem potência suficiente para que a ouçamos sobre uma banda completa de frequência do receptor. A bateria reduz a intensidade do sinal da estação não desejada de modo que não se ouvirá, exceto quando o receptor é sintonizado nessa estação. O circuito paralelo, em com a antena, na figura A, está sintonizado por ressonância à frequência do sinal não desejado.





A bateria de onda paralela apresenta uma elevada impedância na frequência deste sinal não desejado e permite que as correntes das outras frequências penetrem no receptor com muito pouca diminuição.
O circuito série, ligado como mostra a figura B, está sintonizado para ressoar a frequência do sinal indesejável. A impedância do circuito C1+L1 é baixa em ressonância. Por conseguinte, estas frequências indesejáveis desviar-se-ão à terra desde o primário do transformador de entrada L3, do receptor. As frequências desejadas não ficam afetadas porque tanto L como C atuam como uma elevada impedância quando não estão em ressonância.

3 comentários:

rsjsouza disse...

Luis, acesso seu blog diariamente e gosto bastante de notas de rodapé como essa.

Se rádio o interessa, um livro bastante interessante, prático e (relativamente) barato é o do Ronald Quan: Build your own transistor Radios.

Obrigado pelo excelente blog!

Picco disse...

Souza,

Obrigado pelas visitas.

Existem muitos textos como esse e quase ninguém comenta, alguns bem antigos, gostaria de colocar mais, mas a falta de tempo impede.

Obrigado pela dica do livro, vi o índice dele e gostei muito dos assuntos tratados.

Um abraço

Anônimo disse...

Acho que o Picco morreu, sumiu!