terça-feira, 13 de novembro de 2012

Eletrônica flexível vai pegar no seu pé


A palmilha eletrônica transmite dados por uma conexão sem fios



Tecido sensível

Engenheiros de Hong Kong desenvolveram uma nova tecnologia que permite que circuitos eletrônicos amoldem-se ao corpo humano sem causar qualquer desconforto. A base de tudo está em um tecido capaz de conduzir eletricidade, permitindo a incorporação e a interligação de componentes eletrônicos.

O tecido, que incorpora uma sensibilidade à pressão de forma nativa, foi construído com tipos especiais de plástico que incorporam nanotubos de carbono em sua composição. A espessura do tecido altera-se quando ele é esticado ou pressionado, variando a intensidade da corrente elétrica que passa por ele. Isso equivale a alterar sua resistência elétrica, uma propriedade que pode ser medida facilmente.

domingo, 11 de novembro de 2012

Cientistas querem testar se vivemos em uma Matrix


Será que nós próprios não poderíamos estar vivendo dentro de uma simulação do tipo Matrix?


A arte que imita a vida

Todos os fãs da trilogia Matrix sempre se questionaram se seria realmente possível que fôssemos uma espécie de "agentes de software" da vida real. Ou se o que chamamos de "vida real" não seria de fato uma "vida virtual" fundada em uma outra realidade à qual não temos acesso direto. Agora esta questão está sendo levada a sério pelos cientistas, que estão propondo um teste para sabermos se estamos ou não vivendo em uma simulação computadorizada. A ideia, proposta por uma equipe da Universidade de Bonn, na Alemanha, parece ir bem mais longe do que outro conceito mais em voga, de que nosso Universo pode ser um gigantesco holograma. Segundo eles, mesmo nossos deuses-programadores devem ter à disposição uma capacidade de processamento limitada e, sobretudo, devem cometer erros de programação. E essas imperfeições devem criar erros na simulação que nós podemos ser capazes de detectar.

ABC da Astronomia - Episódio 07 - Fases da Lua